Fotografe-se! Simples assim.

Fotografe-se? Mas e os espelhos?

Em outro post eu falei sobre a importância de começarmos a nos encarar no espelho no processo de autoconhecimento e autoaceitação. Se encarar no espelho é uma excelente maneira de nos conhecermos melhor. Outra coisa que me ajudou muito a perceber como meu corpo é e como lidar com as “imperfeições” que eu acreditava possuir, foi me permitir ser fotografado. Na dica anterior, eu comentei sobre a importância que os espelhos tiveram na minha vida. O mesmo espelho que no passado jogava na minha cara todos os meus “defeitos” passou a refletir um Guilherme mais auto-confiante e mais seguro de si. Um Guilherme que olhava para si mesmo como um todo, completo, e à caminho da plenitude.
Mas o espelho tem um probleminha: Através dele conseguimos ver apenas um único ângulo nosso, o ângulo do nosso olhar. Não conseguimos nos ver de outras formas, de outros ângulos e de outros pontos de visa. Estamos limitados à uma única visão.
A próxima dica que quero compartilhar é: Fotografe-se! Permita-se ser fotografado. Venha fazer um ensaio fotográfico! 😛
Mas não vale repetir as mesmas poses que estamos acostumados a fazer sempre que vemos uma câmera apontada para nós. É preciso inovar. Coloque sua câmera ou celular em um tripé ou em uma estante, programe o timer, e se jogue. Brinque na frente da câmera. Permita-se!

Mas cuidado:

Evite as selfies. Esticar a mão para fazer uma selfie produzirá o mesmo efeito que o espelho: Você vai estar se vendo na mesma pose e no mesmo ângulo de todas as outras fotos que você já tirou de si mesmo. Agora é hora de colocar o celular em uma prateleira ou sobre alguns livros, e brincar. Tire a roupa e se fotografe. Veja como o seu corpo realmente é. Encare-o. Suas imperfeições estarão ali, e não tema elas. Olhe-as como uma parte de você mesmo. E elas não são a única coisa que existe em você! Procure seus pontos positivos! Procure NOVOS pontos positivos! Comece a exercitar uma nova visão de você mesmo. Perca o medo da sua própria imagem.
Fotografe-se. O poder da fotografia e do autorretrato na nossa autoestima.

Fotografe-se. O poder da fotografia e do autorretrato na nossa autoestima.

Inovando mais um pouquinho

Como fotógrafo perfeccionista, eu ainda não estava muito satisfeito com o resultado daquela brincadeira toda. Fazer auto-retratos é algo que eu nunca tive muita facilidade, principalmente com uma câmera reflex. A parte mais difícil pra mim era fazer um bom enquadramento e um bom foco usando o tripé. Como focar e enquadrar se para isso eu precisava estar atrás da câmera? hahahahaha
É nesses momentos que a gente se lembra dos amigos fotógrafos. Um deles foi o meu queridíssimo amigo Sidinei Oliveira e pedi que ele viesse aqui em casa fazer algumas fotos minhas. E foi uma tarde maravilhosa. Maravilhoso foi também finalmente poder me ver diante das lentes de uma câmera e entender na pele como que as pessoas que eu fotografo se sentem.
Eu queria perder o medo de que uma câmera pudesse revelar tudo aquilo que eu queria esconder de mim mesmo. Não queria mais esconder as coisas, eu queria mostrar! Queria gritar para o mundo que aquele ali era quem eu realmente sou. Me entreguei na direção dele e o ensaio começou a nascer. Cada foto que eu via era como se fosse um grito de liberdade. Estava finalmente me vendo pelos olhos de outra pessoa e eu estava adorando aquilo.
Claro que meu olhar “treinado” logo procurou as minhas imperfeições, mas também vi muito mais naquelas fotos. Vi um Guilherme que estava se libertando das amarras da insegurança e que estava finalmente começando a se aceitar.
Fotografe-se. O poder da fotografia e do autorretrato na nossa autoestima.

E ai? O que achou?

Deixe seu comentário nos contando o que achou deste ensaio fotográfico. Não se esqueça de compartilhar este blog nas suas redes sociais para que cada vez mais pessoas possam se amar e se aceitar mais! Venha curtir a minha página no Facebook! Não se esqueça também do Instagram! Ah! Você também pode nos enviar a sua história. Sabia disso? Visite o link para saber mais! E não se esqueça… Fotografe-se!
Deixe o seu comentário!